Procedimentos não invasivos: armas contra a gordura localizada

De acordo com um estudo recente da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, divulgado pela revista Veja desta semana, em 2009, quase 60% dos procedimentos realizados por cirurgiões plásticos no Brasil, corresponderam a técnicas não invasivas.

 

As gordurinhas se concentram principalmente no culote, no abdômen, próximas às axilas e na parte interna das coxas. São difíceis de serem removidas, mesmo para quem segue um regime com todo rigor e não falta nunca à academia. Por isso, é preciso lançar mão de outras ferramentas contra a gordura localizada. E nesta parte da história é que entram os mais procurados procedimentos na clínica Image: ultrassom e radiofreqüência.

 

Segundo a dermatologista Irene Baldi, a cada ano esquenta a procura de tratamentos de beleza para combater a gordura localizada, a flacidez e a celulite, os grandes inimigos dos contornos corporais. Para atender a clientela há uma nova geração de técnicas e de aparelhos que combinam tratamentos como o Accent e o Ultra Contour. “Conseguimos bons resultados usando cada uma dessas tecnologias em separado ou em conjunto”, diz.

 

A seguir, saiba mais informações sobre os tratamentos eficazes no combate à gordura localizada:

 

– ULTRA CONTOUR

* Como é o tratamento: o equipamento emite ondas de ultrassom capazes de fazer vibrar as células de gordura até que suas membranas sejam rompidas. Na sequência do tratamento, o aparelho faz uma drenagem para que o material gorduroso seja removido.

Indicado principalmente para abdômen, coxas, região lateral do tronco e braços. A recomendação é que se tratem no máximo duas regiões por sessão, sendo o intervalo recomendado de uma semana. O número de sessões varia individualmente, de acordo com a quantidade de gordura na região. “Seu grande diferencial é o ultra-som focalizado de alta intensidade que atua diretamente na região afetada. Assim é possível atingir a gordura com muito mais precisão, que garante efeitos duradouros e seguros”, explica.

* Número de sessões: de quatro a oito, em média, dependendo da área de tratamento.

– ACCENT

* Como é o tratamento: sistema de alta tecnologia que utiliza a radiofreqüência para emitir ondas eletromagnéticas, que em contato com os tecidos, se transformam em calor. Esse aquecimento promove a quebra dos tecidos adiposo e fibroso, melhorando a circulação sanguínea, o que ajuda na drenagem de toxinas e estimulação de colágeno.

* Número de sessões: de oito a dez, em média.

Escrever um Comentário

[instagram-feed]